Campanha APAR 2017

Aprenda Mais

Tratamentos

COMO TRATAR A INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA

A solução para os portadores não é a de curar, mas os tratamentos de diálise funcionam como substitutos do papel dos rins, eliminando as substâncias tóxicas e retirando o excesso do organismo, atuando diretamente sobre o sangue.


OS MÉTODOS BÁSICOS:


HEMODIÁLISE (HD)
– em que o sangue é filtrado fora do corpo e imediatamente devolvido à circulação. Feita no hospital, o paciente é ligado a uma máquina. As sessões duram de 3 a 4 horas e são feitas 3 vezes por semana.

DIÁLISE PERITONIAL INTERMITENTE (DPI) – feita no hospital, geralmente 2 vezes por semana com internação de 24 horas.
Diálise Peritonial Ambulatorial Contínua (CAPD) – feita em casa. Utiliza-se sacos de plástico com 2 litros de líquido de diálise que é colocado no abdômen do paciente e é trocado de 3 a 5 vezes por dia.

DAPAC– variação do CAPD, feito em casa, utilizando-se de uma máquina portátil que realiza as trocas do líquido de diálise automaticamente, enquanto o paciente dorme. Diálise Peritonial – os métodos de Diálise Peritonial servem mais a pacientes muito idosos, os que têm problemas cardíacos severos, crianças de baixo peso, pacientes que moram muito distante dos centros de diálise e os que simplesmente preferem esses métodos, por serem domiciliares.



COMO TRATAR A INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA

A solução para os portadores não é a de curar, mas os tratamentos de diálise funcionam como substitutos do papel dos rins, eliminando as substâncias tóxicas e retirando o excesso do organismo, atuando diretamente sobre o sangue.


OS MÉTODOS BÁSICOS:

HEMODIÁLISE (HD) – em que o sangue é filtrado fora do corpo e imediatamente devolvido à circulação. Feita no hospital, o paciente é ligado a uma máquina. As sessões duram de 3 a 4 horas e são feitas 3 vezes por semana.

DIÁLISE PERITONIAL INTERMITENTE (DPI) – feita no hospital, geralmente 2 vezes por semana com internação de 24 horas.

DIÁLISE PERITONIAL AMBULATORIAL CONTÍNUA (CAPD) – feita em casa. Utiliza-se sacos de plástico com 2 litros de líquido de diálise que é colocado no abdômen do paciente e é trocado de 3 a 5 vezes por dia.

DAPAC – variação do CAPD, feito em casa, utilizando-se de uma máquina portátil que realiza as trocas do líquido de diálise automaticamente, enquanto o paciente dorme. Diálise Peritonial – os métodos de Diálise Peritonial servem mais a pacientes muito idosos, os que têm problemas cardíacos severos, crianças de baixo peso, pacientes que moram muito distante dos centros de diálise e os que simplesmente preferem esses métodos, por serem domiciliares.

TRANSPLANTE RENAL - É um procedimento através do qual se coloca em seu corpo um rim saudável vindo de outra pessoa. Este novo e único rim deve substituir totalmente os dois rins que pararam de funcionar.


FONTES:

- Agenda de orientação ao paciente renal - Terapia renal substitutiva.

- Comissão Estadual de Nefrologia.

- SESAB/SUS;

- SURAPS/DAS.

- Governo da Bahia.

- Grupo Instituto do Rim do Paraná - www.rim-online.com.br

- AMODEO,

- Dr. Celso

- Manual de recomendações ao paciente com pressão arterial elevada. São Paulo: AstraZeneca.